Avisar de contenido inadecuado

Una ley de Dilma mató a Petrobrás

{
}

Enviado por Luiz Felipe Lampreia -
15.12.2014
|
19h00m
As sete pragas do Egito se abatem sobre a Petrobrás


   A lei do Petróleo, concebida e definida pela presidente Dilma Rousseff e aprovada pelo Congresso em 2010, foi um erro estratégico grave que representou  grande prejuízo para o Brasil.

A concepção nacionalista e monopolística desta lei obrigou a Petrobrás a assumir compromissos demasiado onerosos e desnecessários como operadora obrigatória em todas as áreas do pré-sal.

Ademais, a empresa  foi forçada a assumir participação mínima de 30% em qualquer projeto de exploração, queira ou não.

Por outro lado,a nova legislação representou um desincentivo para grandes petroleiras mundiais que não aceitavam subordinar-se a tais regras e portanto deixaram de aportar novos investimentos e tecnologias  ou mesmo partiram do Brasil,como a maior de todas, a Exxon-Mobil.  

Agora, quando as sete pragas do Egito se abatem sobre a Petrobrás, fica evidente que a Lei do Petróleo de 2010 foi um desastre que precisa ser corrigido urgentemente.

Isto pode ser feito desobrigando a Petrobrás de compromissos que não lhe interessam,criando um ambiente favorável para a atração de investimentos e conhecimento tecnológico das grandes companhias mundiais do setor.

Na atual situação de alto endividamento , com a  queda de mais de 80% das ações da empresa e grandes cortes do preço internacional de petróleo, será inevitável uma profunda revisão do programa de investimentos da Petrobrás e provavelmente a venda de ativos.

Qualquer grande empresa faria uma reforma ampla em suas políticas  em situação de tal gravidade.Além disso, um passo essencial será a revisão radical da lei.

É muito triste que nossa maior empresa esteja confrontada com tais dilemas e viva a enorme crise atual,em boa parte por incompetência de seus administradores.

Isso para não falar dos aspectos policiais da questão que estão vindo à tona diariamente e que envergonham os brasileiros.

{
}
{
}

Deja tu comentario Una ley de Dilma mató a Petrobrás

Identifícate en OboLog, o crea tu blog gratis si aún no estás registrado.

Avatar Tu nombre

Los comentarios de este blog están moderados. Es posible que éstos no se publiquen hasta que hayan sido aprobados por el autor del blog.